Acompanhe a nossa actividade no nosso Facebook!

10374943_782208981861600_6830684251832650401_n

Actuação em Fermentelos, 15 Junho 2014

Anúncios

Um Espectáculo Memorável!

1662278_603310163057890_1346253744_n

A Banda Club Pardilhoense, dirigida por Martinho Rodrigues, apresentou um concerto renovado e recheado de surpresas no passado sábado, dia 25 de janeiro, no Cine-Teatro de Estarreja.

Veja mais no nosso Facebook!

Banda Club Pardilhoense prepara concerto surpreendente para celebrar Aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade

BCP1

O 9º Aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade comemora-se no Cine-Teatro de Estarreja, dia 25 de janeiro, às 21h30, num concerto liderado pela Banda Club Pardilhoense, com entrada gratuita. Elegância, grandeza e surpresa caracterizam o programa comemorativo que aposta na produção artística do concelho.

A histórica Banda Club Pardilhoense apresenta o concerto comemorativo do Dia da Cidade de Estarreja. Dezenas de músicos sobem ao palco do Cine-Teatro Municipal para um serão muito especial preparado por uma das mais marcantes bandas concelhias. Martinho Rodrigues, responsável pela direção musical do concerto, garante que a noite de 25 de janeiro será “completamente diferente” em relação às tradicionais apresentações das bandas. Muitas surpresas e com um repertório novo, o universo dos musicais e big bands será revisitado. O clássico é interpelado pela irreverência, sobressaindo do alinhamento 10 temas completamente novos para a Banda Club Pardilhoense que aproveita a efeméride para apresentar ao vivo e em estreia absoluta.

Martinho Rodrigues acrescenta ainda que o concerto comemorativo da Elevação de Estarreja a Cidade vai “mostrar que a cultura em Estarreja está de boa saúde”. Os espetadores vão sentir que “valeu a pena”.

A entrada é gratuita, sendo obrigatório o levantamento de ingresso na Bilheteira do Cine-Teatro de Estarreja.

Um desafio do Município de Estarreja às bandas do concelho

As comemorações da Elevação de Estarreja a Cidade ficam assim marcadas pelo trabalho das coletividades locais que, a convite do Município de Estarreja, encontram no seu próprio concelho de origem lugar privilegiado para divulgação e fruição da qualidade dos seus projetos artísticos.

Este novo formato, que inicia um ciclo de concertos protagonizados por todas as bandas do Município, cabendo à Banda Club Pardilhoense a abertura deste ciclo, é um fator de motivação. “É aí que está a evolução das bandas”, refere o maestro Martinho Rodrigues que aceitou com agrado o convite endereçado pelo executivo camarário. Iniciativas como esta fazem com que as bandas se procurem superar. “Obriga a sermos exigentes connosco, com os músicos e a preparar algo completamente diferente, promovendo aquilo que temos” – remata o maestro.

http://www.cineteatroestarreja.com

http://www.cm-estarreja.pt

1521285_482563821862617_665633107_n

postalbcp2013

139 Anos! 4 de Novembro 2013

Banda Club Pardilhoense foi constituída por escritura datada de 4 de Novembro de 1874, no lugar do Celeiro, freguesia de Pardilhó, com o nome de “Filarmónica União Pardilhoense” tendo como objectivos o interesse pela Música e a distracção e recreio dos Associados. Foi o seu principal fundador e grande protector o Padre António Joaquim Silva Vigário e Matos, conhecido por Padre Cura, auxiliado pelo Mestre Régio Padre José Lopes Ramos e por António Joaquim da Silva Vigário, seu principal instrutor entre outros.

O seu nascimento é muito curioso visto que tudo começou quando o Padre da Freguesia, o Padre Cura, que dando instrução primária e sendo amante da representação, criava autênticos espectáculos, acompanhados por um grupo de músicos de Estarreja com o fim de tocarem nos intervalos. Assim a festa incluía além do teatro a música. Um dia, o Padre Cura, oferece aos músicos um bom jantar, contando que com isso ficasse a despesa paga. Ao fim, por cortesia, perguntou quanto devia pela actuação, pensando que ficava a despesa pelo jantar. E o que é certo é que ainda lhe cobraram dinheiro. O episódio deixou o padre consternado e sem dormir durante essa noite. Mas ele era homem de ideias e, mais do que isso, de trabalho. Lembrou-se logo, juntamente com os mais amantes da causa, de formar uma Banda de Música em Pardilhó. E assim nasceu a Filarmónica União Pardilhoense.

Manuel Almeida, um dos fundadores, foi quem assumiu a regência da banda, mas pouco tempo depois passou o testemunho a Rodrigo António Fidalgo, ficando como contra-mestre e regente da orquestra. O primeiro local de ensaio foi a residência do Padre Vigário e Matos. Mais tarde ensaiou-se no lugar do Celeiro, e posteriormente na sala de aulas do Padre José Lopes Ramos que tinha muita dedicação pela banda, fazendo os seus contractos, recebia o dinheiro das actuações e distribuía-o pelos músicos e guardava os papéis das partituras, isto numa altura em que era regente Rodrigo António Fidalgo. Mais tarde, os ensaios passaram a fazer-se na casa de Miguel Tavares, também ele um Pardilhoense muito dedicado à Banda. Nesta altura, o Padre Vigário e Matos ia propositadamente ao Porto buscar músicas, que depois eram copiadas por Manuel Joaquim Silva Vigário.

Quando, em 1926, a Filarmónica União se integrou no Club Pardilhoense passou a designar-se por “Banda Club Pardilhoense”, sendo no entanto mais conhecida por Banda Velha de Pardilhó, uma vez que entretanto tinha sido constituída uma outra Banda na freguesia, conhecida por Banda Nova que já não existe.

Ao longo da sua existência foram seus regentes: Manuel Almeida, um dos fundadores, Rodrigo António Fidalgo, José Maria Valente de Almeida, Rodrigo António Fidalgo (novamente), Manuel Pedro Calado, Clemente Ferreira Amador, Firmino Ferreira Amador, Henrique Lopes Ramos, José Lopes, Fernando Ribeiro Lopes, Manuel Andrade, Fernando Ribeiro Lopes (novamente) e o actual Martinho Rodrigues.

Foi José Lopes, falecido em 2003, quem procedeu a uma grande renovação e valorização da banda, tendo para tal construído uma Escola de Música, onde são ministradas aulas gratuitas a crianças e jovens que pretendam integrar a Banda Club Pardilhoense, nesta escola os músicos começam por aprender as mais básicas noções de música e acabam por se especializar em qualquer um dos instrumentos da banda, desde a Flauta à Percussão.

A Escola de Música conta actualmente com cerca de 30 alunos, sendo a sua formação assegurada por elementos da Banda. O Maestro Martinho Rodrigues é o coordenador da escola mantendo-se na instrução do solfejo. A Escola de Música passa agora por uma nova reestruturação tendo com principal objectivo a integração dos Pais dos novos alunos na estrutura da Banda não só em termos de apoio ás actividades mas também fazendo com que sejam os próprios Pais a sentirem a responsabilidade no desenvolvimento desta estrutura.

A Banda Club Pardilhoense executa os mais diversos números musicais, desde a Música Clássica, passando pela religiosa e popular, sendo o seu repertório vasto e bastante apreciado pelo público. Constituída actualmente por cerca de 60 elementos, realizam entre 30 a 40 actuações durante o ano levando a cultura musical de Pardilhó aos mais diversos ponto do nosso país.

Pardilhó, é uma Vila composta de uma população de ideias fixas, mas com grandes qualidades. Saíram dos Pardilhoenses grandes músicos, destacando-se o Major Aurélio da Silva e Pinho, antigo Maestro da Banda da Força Aérea.

(em actualização – 4 Novembro 2013)

Escola de Música Banda Club Pardilhoense (EMBCP)

Panfleto EM BCP 2013 1

 

panfleto em bcp 2013 2